ha ver o mar

 

 

havia luz amarrada à margem.

e  um diálogo desde as asas das gaivotas.

um pio.   ao longe.    e um relâmpago

                        surdo      surdo

noite  no repouso do teu corpo.

a eternidade entranhava-se nas minhas mãos desprevenidas

giestas verdes     de fogo.

ft: mariah

Anúncios

~ por oecodospassos em Junho 4, 2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: